16 de janeiro de 2018

RESENHA: UMA NOITE COMO ESTA

Anne Wynter pode não ser quem diz que é… Mas está se saindo muito bem como governanta de três jovenzinhas bem-nascidas. Seu trabalho é bastante desafiador: em uma única semana ela precisa se esconder em um depósito de instrumentos musicais, interpretar uma rainha má em uma peça que pode ser uma tragédia ou, talvez, uma comédia – ninguém sabe ao certo – e cuidar dos ferimentos do irresistível conde de Winstead. Após anos se esquivando de avanços masculinos indesejados, ele é o primeiro homem que a deixa verdadeiramente tentada, e está cada vez mais difícil para ela lembrar que uma governanta não tem o direito de flertar com um nobre. Daniel Smythe-Smith pode estar em perigo… Mas isso não impede o jovem conde de se apaixonar. Quando ele vê uma misteriosa mulher no concerto anual na casa de sua família, promete fazer de tudo para conhecê-la melhor, mesmo que isso signifique passar os dias na companhia de uma menina de 10 anos que pensa que é um unicórnio. O problema é que Daniel tem um inimigo que prometeu matá-lo. Mesmo assim, no momento em que vê Anne ser ameaçada, ele não mede esforços para salvá-la e garantir seu final feliz com ela.


Título: Uma Noite Como Esta
Gênero: Romance de época
Páginas: 272
ISBN: 9788580416640
Editora: Arqueiro
Autora: Julia Quinn
Ano: 2017

Continuando a falar sobre o Quarteto Smythe-Smith, como disse na resenha do primeiro livro, tinha certeza de que iria amar a história de Daniel. Eu gostei do primeiro, foi leve, diferente e fofo, mas não se compara com o segundo. Esse livro é de deixar qualquer um louco, é muito envolvente. Não sei nem se esse livro se classificaria apenas como romance de época, pois aborda tantos pontos além do romance que se vocês lessem ficariam pasmos. Mas bora lá!

Anne Winter é uma personagem que aparece no final de "Simplesmente o Paraíso", no entanto, não é necessário a leitura do primeiro livro para entender o segundo, pois são histórias diferentes porém no mesmo mundo (na mesma turminha haha). Quero ressaltar que é interessante ler na ordem, pois isso faz com que você se sinta familiarizado com aquela leitura, por conta de vários personagens da mesma série serem mencionados em todos os livros.
Resumidamente, a história gira em torno disso: Daniel está retornando à sua vida antiga e aparece no momento que está acontecendo o clássico concerto musical da família Smythe-Smith. Daniel, que estava espiando o concerto pela frecha da porta do salão para que não atrapalhasse nada, percebe que uma das quatro jovens que tocava no quarteto, não era ninguém de sua família. E quem seria? Ninguém menos que Anne Winter, a nova governanta de suas primas. Uma jovem bela e comportada, mas que parecia guardar muitos segredos de sua antiga vida. Daniel se encanta por ela em primeira vista, e não seria surpreendente se ele buscasse conhecer a jovem. Menos surpreendente seria se ela também começasse a sentir algo por ele, até porque, romances de época...
Eu adorei tudo nesse livro, do começo ao fim. Como havia dito, ele não ficou apenas no romance (apesar de ser maravilhoso a relação de Anne e Daniel), posso dizer que acontecem coisas que farão vocês verem os romances de épocas com outros olhos. Falar de tudo o que acontece nesse livro seria impossível, pois são muitos os acontecimentos, mas garanto que além do típico amor do casal protagonista, vocês verão sequestro, esfaqueamento, tentativa de esfaqueamento e tudo mais hahaha. Mas relaxem, são narrados com a maior delicadeza e emoção, e principalmente, humor.

Esse livro supera no quesito de ironia. A escrita de Julia Quinn é absurdamente fantástica, pois faz com que você se surpreenda a cada livro novo que ler dela. Eu realmente me apaixonei por esses personagens, e assim como "Os Bridgertons", tem famílias pra lá de animadas. Vocês irão se apaixonar por Daniel, por ele ser um personagem com um ótimo senso de humor e ao mesmo tempo demonstrar tanto carisma e atenção aos outros. 

O quarteto desastroso da família não é o centro dos acontecimentos neste livro, mas ainda assim, as primas de Honoria e Daniel aparecem com bastante frequência, o que torna a leitura ainda mais divertida. Todos os personagens têm um toque diferente para que o leitor consiga lembrar de cada um de uma forma única. É dito que Honória é comportada e elegante, assim como Anne, mas ainda assim, consigo distingui-las. A autora consegue fazer com que cada personagem tenha seu toque único, isso faz com que o leitor não sinta-se pronto para encerrar a leitura, por ter se apegado tanto àquela família.

O livro é uma mistura de romance, ação, superação e várias coisas que poderia citar, mas que prefiro que descubram lendo. É inexplicável saber que até nos velhos tempos já se existia a sede insaciável de vingança, por motivos mínimos (ou talvez extremos) que faz com que o personagem abandone sua vida para ser a sombra de outro alguém com o propósito de destruí-lo. Ahhhh, vocês vão amar! <3 Com certeza uma leitura super válida para todos que gostam de um bom romance com um pouco de suspense e um toque de humor.

OS QUERIDINHOS DO NETFLIX

Meus amores, hoje quero trazer pra vocês a continuação de uma postagem feita lá em Janeiro de 2017: AS QUERIDINHAS DA NETFLIX. Naquela postagem, dividi com vocês as personagens femininas do meu mundinho cinematográfico que eu mais gosto. Podem não ser personagens perfeitos e muito menos legais, mas que de alguma forma, fez com que eu gostasse mais dele do que dos outros. Então dessa vez vamos falar dos nossos queridos rapazes, cada um com seu toque diferente. Bora lá?

CHUCK BASS (GOSSIP GIRL)

Como poderia escrever uma postagem dessas e não mencionar Chuck Bass? Ele é um ícone! Chuck é com certeza um dos personagens mais queridos por mim quando se trata de séries. Ele é um dos protagonistas de Gossip Girl, e ainda que não fosse, não consigo imaginar como seria a série sem ouvir um: "I'm Chuck Bass" (trad: Eu sou Chuck Bass).

Ele é espetacular. Claro, no começo ele pode parecer só vaidoso, metido a rico e arrogante, mas no fundo, beeem lá no fundo há um grande personagem a ser revelado ao longo de toda a trama de Gossip Girl. E além disso, é o personagem que mostra que até mesmo uma pessoa independente, desapegada e fria é capaz de amar. Assistam essa série e conheçam esse personagem incrível! <3


LOUIS, HARVEY E MIKE (SUITS)

Simmmm, sei que o correto seria falar de cada personagem separadamente, mas como um dos três personagens que mais amo (de paixão mesmo!) são da mesma série, tive que deixa-los junto. Vamos falar de cada um, certo? Mas continuarão grudados hahaha.

HARVEY SPECTER

Harvey Specter, a pessoa que serviria de inspiração pra muita gente. Ele é definitivamente o personagem que mais gosto. Ele é objetivo, inteligente, argumenta como ninguém, vence qualquer desafio e ainda assim, consegue ter um humor fora de sério hahaha. O cara que está sempre por cima, sempre tem uma resposta na ponta da língua e apesar de nunca deixar isso claro, sempre sabe o que está fazendo.

“Você viverá uma vida monótona e entediante se não correr riscos!”


"A vida é isso. Eu gosto disso."

 MIKE ROSS

Eis a pessoa que consegue memorizar facilmente tudo o que lê. Mike Ross nos surpreende o tempo todo com sua memória incrível, de recitar textos longos lidos apenas uma vez e sem nenhum erro. Ele é fantástico! Nunca fez faculdade de advocacia, pois se meteu em uma situação ruim quando recebia dinheiro para fazer provas de outras pessoas. No entanto, ele acaba conquistando uma chance de trabalhar como advogado após uma fuga no escritório de Harvey Specter, mesmo sendo errado um advogado sem diploma, essa dupla dá o que falar!

LOUIS LITT

A figura mais engraçada da série. Ele é um advogado que gosta de exercer autoridade, é ótimo com números e seu maior objetivo é estar a um cargo acima de Harvey Specter. A série toda passa Louis sempre mostrando que odeia Harvey, mas na verdade, ele sempre quis seu respeito. É visível que Harvey é a maior inspiração de Louis, mas por ele ser bem frio e não ligar muito pra ninguém, Louis acaba ficando mal por não ser notado e assim, sempre tenta provar que é um advogado melhor que ele.
Ele é um amor! Sempre tentando ser amigo de todos, fazendo o possível para ser incluído nas conversas e ser mais social. É o divertimento da série! Apaixonado por gatos, já chegou até levar um em pleno tribunal para lutar por sua guarda hahahaha inesquecível!

8 de janeiro de 2018

RESENHA: DUBLÊ DE CORPO - TESS GERRITSEN

Em Dublê de Corpo, acompanhamos a perita médica de Boston Dra.Maura Isles no bizarro encontro com seu duplo: ela fica aturdida a se descobrir idêntica a uma mulher que acaba de ser assassinada. Como patologista em uma grande cidade. a Dra. Maura lida com a morte todos os dias. E está habituada com uma parcela diária de corpos. muitos vítimas de assassinatos violentos. Mas nunca antes ela ficou tão assustada. e nunca a expressão “clone” soou tão terrivelmente próxima. Por que nunca antes o corpo inerte na mesa da perita médica foi o seu próprio. Não há como negar a evidência perturbadora diante de seus olhos chocados e os de seus colegas. incluindo a detetive Jane Rizzoli. A mulher encontrada morta em frente à casa de Maura é idêntica à doutora. até os mais íntimos detalhes. Ainda mais apavorante é a descoberta de que compartilham a mesma data de nascimento e tipo sangüíneo. Para a atônita Maura. filha única. só pode haver uma explicação. E quando o teste de DNA confirma que a misteriosa sósia de Maura é em verdade sua irmã gêmea. uma investigação de homicídio já bizarra torna-se uma perigosa e perturbadora excursão em um passado repleto de segredos. 


  • Título: Dublê de corpo
  • Autora: Tess Gerritsen
  • Gênero: Romance médico
  •  Páginas: 416 páginas
  • Editora: Record
  • ISBN-10: 8501077313
  • Ano: 2007
  •  Clique aqui para comprar


Mais um livro terminado da incrível Tess Gerritsen (maravilhosa), sinceramente não tenho o que falar de ruim desse livro é simplesmente esplendido. Tess é tão boa que consegue te deixar sem folego de uma tal maneira que te leva pra dentro da história, como se você realmente fosse a protagonista. 

"Sou eu. Aquela mulher sou eu".
Eu super indico todos os livros da Tess, inclusive aqui no blog temos a resenha de outro livro dela O jardim de ossos, esse que foi minha primeira experiencia com a escrita de Gerritsen e desde então venho apaixonando-me cada vez mais pelos seus livros. Tess tem uma escrita incrível, ela consegue nos mostrar as cenas nos mínimos detalhes.
"A pele do peito já estava aberta, os seios estavam ocultos pela carne virada do avesso, costelas e músculos expostos. Yoshima inclinou-se para a tesoura e cortou as costelas. Cada estalo fazia Maura estremecer. Como é fácil quebrar um osso humano, pensou. Achamos que nossos corações estão protegidos por uma sólida gaiola de costelas, mas basta um pouco de pressão no cabo de uma tesoura e, uma por uma, as costelas cedem ao aço temperado . Somos feito de matéria muito frágil".
Essa jornada levará Maura a descobrir que sua dublê não apenas se parece com ela, mas que também compartilha do mesmo DNA. Descobrirá que faz parte de uma família horrível, cheia de monstros, conhecerá quem a concebeu, uma mulher fria que lhe deu a vida, mas que está disposta a tirá-la. 

O livro é incrível, a começar pela capa que já faz com que a gente fique no clima do suspense, a diagramação está perfeita, e a escrita é muito muito boa, Tess é tão fiel as suas histórias que utiliza seus conhecimentos em medicina para desenvolver o enredo,, fazendo com o que o livro se torne completo e fantástico. 

Sério pessoal, os livros da Tess fez com que eu me viciasse em tudo que envolvesse suspense, mistério, e hoje a maioria dos meus livros são desse gênero, e eu sou super grata por isso ter acontecido, pois além de fazer eu mudar um ponto de vista, teve um peso muito grande na decisão de minha vida profissional. 

Então só mostrei a cima um pouco da confusão que é esta história, claro que tenho muitas coisas para falar, portanto para não dá muitos spoilers, vou ficar por aqui e vou deixar que você descubra a resolução dessa incrível história, tenho certeza que se decidir lê-lo não irá se arrepender.

Observação: Para quem não conhece sobre os livros da Tess Gerritsen, ela tem uma série chamada RIZZOLI E ISLES, são 9 livros e dublê de corpo faz parte dos 9, entretanto é bom lê na ordem, mas se você assim como eu não leu, isso não prejudica em nada o entendimento do enredo. 


> CONHEÇA OS LIVROS DA SÉRIE:
*O cirurgião 
*O dominador
*O pecador
*Dublê de corpo
*Desaparecidas
*O clube mefisto
*Relíquias
*Gélido
*A garota silenciosa 

2 de janeiro de 2018

RESENHA: UMA CHANCE PARA RECOMEÇAR - DIANA SCARPINE

Carina é uma workaholic rica e bem-sucedida cuja vida se resume ao trabalho. Afogada em estresse, ela não se importa com a solidão que habita seu coração, pois o amor nunca foi uma das suas prioridades, até que algo inusitado acontece. Repentinamente, ela se vê privada do trabalho e deseja aplacar a solidão que a consome, principalmente quando conhece Aurélio, que a trata de uma forma diferente da qual ela está acostumada. Consumido pela tragédia que vitimou sua família e deixou-lhe sequelas físicas e emocionais, Aurélio não quer nada além de se afundar cada vez mais na dor e na culpa que sente. Suas certezas começam a ficar abaladas à medida que Carina se aproxima cada vez mais dele. Quantos obstáculos precisam ser vencidos para recomeçar? O amor é capaz de vencer as amarras do passado e o preconceito?



Título: Uma chance para recomeçar
Autora: Diana Scarpine 
Páginas: 432 páginas 
Editora: Pandorga 
Gênero: Romance 
Ano: 2016

Mais um livro finalizado que vai deixar saudade! Escrito pela digníssima Diana Scarpine (não conhecia, mas amei sua escrita) que deu-me o prazer de desfrutar dessa leitura tão boa. Uma chance para recomeçar é de um gênero que não sou muito fã (romance) entretanto, esse livro foi uma exceção no qual despertou-me um outro lado meloso e dramático. Uma história interessante e bonita de ler que vai desde preconceitos até a verdadeira felicidade. 

O enredo vai falar sobre a vida de duas pessoas totalmente diferentes: Carina e Aurélio, enquanto uma é viciada em trabalho, o outro sofre com a própria aparência. E essas duas vidas irão se encontrar e uma confusão terão nos seus pensamentos.

Aurélio era um homem bonito que tinha uma linda família, todavia sofre um acidente de carro e torna-se o único sobrevivente, como consequência tem seu rosto desfigurado e fica cego, mais isso não é o único problema, Aurélio se torna um homem desgostoso e acha que não merece ser feliz, pensa em si próprio como um monstro e afasta todos que tentam aproxima-se.

"Eu sentia-me cada vez mais atraído por ela e, não obstante a série de obstáculos existentes, essa sensação tornava-se cada vez mais forte e inevitável."

Carina além de ser workaholic (viciada em trabalho), tem uma família complicada e adquire por causa do excesso de trabalho uma doença na face, estressada e cansada da solidão tenta buscar um novo rumo para sua vida.

O dois encontram-se por acaso e Carina tenta se aproximar, mas Aurélio tenta afastá-la o máximo que pode. Todavia, chega um momento que a atração é mais forte e os dois acabam se rendendo, mas não acaba por aí, ainda terão que enfrentar o preconceito e pressão por parte da família de Carina, essa que não se deixa abater com qualquer coisa. 

E a luta continua, porque o mais importante é:


"Ser feliz até onde der, até onde puder. Sem adiar, ser feliz o tanto que durar"


                                                     
SOBRE A AUTORA:

Diana Scarpine
Baiana da cidade de Jequié, possui graduação em Ciências Biológicas, mestrado na área de saúde e atualmente cursa doutorado, no qual tem se dedicado ao estudo da deficiência e da Tecnologia Assistiva. Apaixonada por literatura, escreve desde os treze anos de idade, transitando entre a prosa e a poesia. Além de “Uma Chance para Recomeçar”, é autora de “Entrelace: Caminhos que se Cruzam ao Acaso”.

16 de dezembro de 2017

LANÇAMENTO: MAIS LINDO QUE A LUA (IRMÃOS LYNDON) - JULIA QUINN

Olá, como estão? Como estou falando bastante sobre a Julia Quinn ultimamente, pois estou lendo o Quarteto Smythe-Smith, vim falar um pouco sobre seu novo lançamento. A editora Arqueiro trouxe mais um livro da rainha dos romances de época, e diferente dos outros, este faz parte de uma duologia. 

Foi amor à primeira vista. Mas Victoria Lyndon era a filha do vigário, e Robert Kemble, o elegante conde de Macclesfield. Foi o que bastou para os pais dos dois serem contra a união. Assim, quando o plano de fuga dos jovens deu errado, todos acreditaram que foi melhor assim.
Sete anos depois, quando Robert encontra Victoria por acaso, não consegue acreditar no que acontece: a garota que um dia destruiu seus sonhos ainda o deixa sem fôlego. E Victoria também logo vê que continua impossível resistir aos encantos dele. Mas como ela poderia dar uma segunda chance ao homem que lhe prometeu casamento e depois despedaçou suas esperanças?
Então, quando Robert lhe oferece um emprego um tanto incomum – ser sua amante –, Victoria não aceita, incapaz de sacrificar a dignidade, mesmo por ele. Mas Robert promete que Victoria será dele, não importa o que tenha que fazer. Depois de tantas mágoas, será que esses dois corações maltratados algum dia serão capazes de perdoar e permitir que o amor cure suas feridas?

Pelo que aparenta, esse livro será um pouco diferente dos outros da Julia Quinn, que desde a sinopse já nos mostra aquele toque de clichê e casal que se une facilmente. Já neste, eles terão que passar por um conflito até que tudo fique lindo haha. Mas conhecendo a autora, com certeza é um livro incrível! Para todo mundo que AMA romances de épocas, e ainda mais os livros da Julia Quinn, acredito que é super válido tentar a leitura. 

O livro já está na pré-venda: clique aqui para comprar
Super beijo! Em breve (se possível), volto aqui para comentar com vocês o que achei da leitura. :D